Senador-Jean-Paul-Prates

Governo e prefeituras vão trabalhar em conjunto para cumprir novo decreto

O Governo do Estado e os prefeitos do Rio Grande do Norte vão trabalhar em conjunto para o cumprimento das medidas restritivas e fiscalização dos protocolos sanitários previstos no decreto 30.562 que entrou em vigor hoje (12). 

Os detalhes foram discutidos na tarde desta quarta-feira em reunião da governadora Fátima Bezerra com os presidentes de associações regionais de municípios.
Entre as normas sanitárias estabelecidas no decreto está a obrigatoriedade do uso de máscara facial para evitar a disseminação do vírus em locais públicos, o distanciamento social, o cumprimento de protocolos por estabelecimentos comerciais e industriais, como a verificação de temperatura corporal, distribuição de equipamentos de proteção individual aos trabalhadores, a utilização de álcool e a desinfecção dos ambientes de trabalho.

"Não podemos ter, de maneira nenhuma, uma terceira onda da doença no Rio Grande do Norte porque significaria mais mortes, mais sofrimento, e isso não pode ocorrer. O caminho para evitar que aconteça é a união, a cooperação, o engajamento de todos: governo do Estado, prefeituras, demais poderes, trabalhadores, empresários, a sociedade em geral", disse a governadora Fátima Bezerra.

Ela informou que o Governo do RN vai intensificar a campanha de conscientização, conjuntamente com os municípios, "para que o povo entenda que a pandemia não foi embora. Precisamos convencer nossa população de que não adianta relaxar com o uso da máscara, que é importante manter o distanciamento social, especialmente nesse período de baixa cobertura vacinal”, pontuou a professora Fátima Bezerra.

Falando em nome da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, o prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César Câmara, vice-presidente da entidade, elogiou a iniciativa do governo. Disse que a Femurn vai orientar os prefeitos a cumprir o decreto. 

"Os prefeitos continuam à disposição do governo do Estado para discutir, colaborar e encontrar a melhor maneira possível de enfrentar e superar esse inimigo tão poderoso, que já tirou muitas vidas. Precisamos estar atentos, orientando, fiscalizando", observou Júlio César. "Associo-me ao esforço de intensificar a fiscalização", reforçou e o prefeito de Timbaúba dos Batistas, Ivanildo Albuquerque Filho, presidente Associação dos Municípios do Seridó.

Os dados mais recentes do acompanhamento da pandemia mostram que, em relação à semana anterior, a situação do Rio Grande do Norte piorou em 15% dos municípios, manteve-se estável em 65% e melhorou em 20%. 
A coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, Kelly Lima, disse que apesar da flexibilização de algumas medidas restritivas, os municípios em situação crítica devem adotar ações mais duras para proteger a população. 

"É importante que se perceba o cenário epidemiológico de cada município e, a partir da situação, adotar as medidas necessárias - mais flexíveis ou mais restritivas - para que possamos avançar nesse processo."

Participaram da reunião o vice-governador Antenor Roberto, o secretário de Gestão de Projetos e Metas de Governo e Relações Institucionais (Segri), Fernando Mineiro, o secretário da segurança, Coronel Francisco Araújo, a presidente do Conselho de Secretários Municipais, Maria Eliza Garcia (Cosems/RN), os prefeitos Júlio César (Ceará-Mirim), Ivanildo Albuquerque Filho (Timbaúba dos Batistas), Mariana Marinho (Jandaíra), Luciano Santos (Lagoa Nova), Joaquim José de Medeiros (Cruzeta), Reno Marinho (São Rafael), e equipe técnica da Secretaria Estadual de Saúde.Fotos:Raiane Miranda/ASSECOM-RN

Comentários