Projeto Todos pela Saúde atua com ações de fortalecimento nos hospitais do RN - Salomão Medeiros
Governo do Rio Grande do Norte

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Projeto Todos pela Saúde atua com ações de fortalecimento nos hospitais do RN

O projeto Todos pela Saúde teve a finalização com as avaliações das atividades apresentadas na noite desta sexta-feira (06). 

Foram contemplados os hospitais Giselda Trigueiro, Hospital da Polícia, Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade, Hospital Regional Telecila Freitas Fontes (Hospital do Seridó), Hospital Regional Tarcísio Maia e Hospital Dr João Machado, além dos municipais Hospital Newton Azevedo e o Hospital de Campanha de Natal.
O projeto tem como objetivo a melhoria contínua dos processos de gestão hospitalar, estruturação e fortalecimento dos gabinetes de crise, aumento da rotatividade dos leitos e monitoramento de indicadores críticos como taxa de ocupação de leitos clínicos e críticos, tempo médio de permanência e taxa de mortalidade. 

“O projeto foi estruturante para fortalecer o comitê de emergências no Rio Grande do Norte e os gabinetes de crise nas unidades hospitalares. Foi possível através dele aporte de equipamentos e insumos, fortalecimento das capacitações, estruturação da gestão das unidades hospitalares para o enfrentamento de crise, com estabelecimento de gabinetes de crise. O projeto é um divisor de águas, estruturante durante a pandemia e trouxe um conjunto de aprendizado e um legado que continua mesmo após o encerramento do projeto”, ressalta Maura Sobreira a secretária adjunta da SESAP. 

Hoje existe um contrato de metas e resultados em implantação que dialoga com as dimensões que o projeto traz, buscando qualificar as unidades hospitalares, para ofertar alinhado com as diretrizes da gestão uma oferta que seja em conformidade com as necessidades de saúde de forma regional, alinhado com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Dentro do projeto estavam contempladas as áreas de Gestão do Cuidado, com utilização de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIS), manejo clínico e de equipamentos, cuidado multiprofissional para diminuição de fatores de risco e regulação interna. Eixo de Alta Compartilhada multiprofissional: relação dos hospitais com outros serviços de saúde e rede intersetorial e Gestão hospitalar fortalecida.

Como resultado os hospitais receberam 81.800 aventais, 3.600 máscaras N95, 522 protetores faciais, 109 mil máscaras cirúrgicas, 17.200 pares de luvas, 4.400 gorros, 1.960 óculos de proteção, 40 circuitos respiratórios, 45 galões de 5 litros de álcool em gel, 50 ventiladores pulmonares, 45 monitores cardíacos e 100 bombas de infusão.Foto:Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade