Dia Mundial contra a AIDS tem programação e alerta para prevenção - Salomão Medeiros
Governo do Rio Grande do Norte

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Dia Mundial contra a AIDS tem programação e alerta para prevenção

Com 38 milhões de pessoas em todo o mundo vivendo com HIV. Foram 1,7 milhão de novas infecções até o final de 2019. 

No Rio Grande do Norte 7.423 pacientes tratam o HIV/AIDS nos 14 serviços de Assistência Especializada (SAE), localizado nos municípios de Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu, Santa Cruz, São Paulo do Potengi, Caicó, Mossoró e Pau-dos-Ferros. 

Somente em 2019, foram registrados 632 casos confirmados de AIDS no Rio Grande do Norte. 980 casos de HIV e 108 casos de gestantes com HIV. 
Em comparação com o ano de 2018, observou-se redução de 8,6% no registro de casos de AIDS, de 0,7% nos casos de HIV e de 5,2% nos casos de gestante HIV. No período de janeiro a outubro de 2020, já foram registrados 320 casos de AIDS, 572 casos de HIV e 109 de gestante HIV no estado. 

É importante diferenciar HIV e AIDS. HIV é o vírus que quando em contato com o organismo positiva o paciente e a AIDS é o agravamento da doença, quando a pessoa desenvolve infecções oportunistas. Uma pessoa pode conviver anos com o HIV sem desenvolver a AIDS. 

Para pensar uma forma de conscientização das pessoas sobre os riscos de transmissão da doença e de outras infecções sexualmente transmissíveis, o Dezembro Vermelho nasce a partir de uma Lei 13.504, publicada em 2017 no Brasil. No mundo, o dia primeiro de dezembro é celebrado anualmente desde 1988. 

A melhor forma de prevenção é o uso de preservativo durantes as relações sexuais, além da utilização de seringas e agulhas descartáveis. 

Programação e prevenção 

A IV URSAP irá desenvolver atividades alusivas a campanha mundial do combate a AIDS sendo elas: distribuição de insumos de prevenção e testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites Virais para os 25 municípios da jurisdição da IV URSAP, além de atividades em alusão ao dia mundial na sede da IV URSAP para os trabalhadores. 

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), através do Programa Estadual IST, AIDS e Hepatites Virais, recomenda que os municípios continuem oferecendo a testagem rápida para o HIV, bem como a distribuição de preservativos, definindo estratégias, de acordo com as diretrizes nacionais, de forma a garantir condições de segurança para população e equipes de saúde.Foto:Pixabay

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade