Secretário de Saúde do RN cobra mais fiscalização dos municípios sobre aglomerações - Salomão Medeiros
TCM HD

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Secretário de Saúde do RN cobra mais fiscalização dos municípios sobre aglomerações

Na tarde desta terça-feira (8) durante entrevista coletiva, o secretário estadual de saúde Cipriano Maia cobrou mais vigilância para conter aglomerações em municípios do Rio Grande do Norte.

“É um momento de reforçarmos a vigilância para evitar aglomerações e de os municípios intensificarem as ações para que não venhamos a ter aumento da transmissibilidade da doença”, destacou o secretário, que ainda reforçou a importância da ampliação da testagem. 

“Estabelecemos o contrato com apoiadores para atuarem nos municípios e demos as condições para esse aumento da testagem. É extremamente importante que os municípios intensifiquem os testes em casos suspeitos, para que assim consigam também ter maior controle e monitoramento da doença”, disse.
A Secretaria Estadual de Saúde informa que os casos confirmados somam 63.879, são 26.811 casos suspeitos e 120.239 descartados. Em relação à ocorrência de óbitos decorrentes da Covid-19, já foram registrados 2.295 (1 nas últimas 24h) e há ainda 237 em investigação.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na rede pública é de 48%. Estão internadas nas redes privada e pública, entre casos suspeitos e confirmados, 231 pessoas. Nas regiões do Agreste e Mato Grande todos os leitos para tratamento da Covid-19 estão disponíveis. Na Região Metropolitana de Natal, a ocupação é de 50%, no Potengi/Trairi de 18%, no Oeste é de 45%, no Alto Oeste é 30% e no Seridó, 68%. 

FISCALIZAÇÃO: Ao longo do feriado da Independência, as forças de segurança do Estado atuaram em todas as regiões do RN na contenção das aglomerações, na fiscalização das medidas de distanciamento social e na orientação da população, dentro das políticas do Pacto pela Vida.

O trabalho conjunto das polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros Militar, ao lado dos municípios, rendeu mais de 20 barreiras sanitárias nas entradas e saídas das cidades, além de mais de mil ocorrências registradas. “A população tem nos ajudado bastante, denunciando os casos de aglomerações, desrespeito aos decretos. Seguimos contando com a participação ativa dos potiguares para evitar tudo isso”, ressaltou o tenente-coronel PM Eduardo Franco, porta-voz da corporação.

A delegada-geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva, reforçou que as equipes seguem atuando em conjunto para manter o controle nas ruas. “Instalamos uma delegacia móvel em Pipa justamente para atender todas as ocorrências encaminhadas na região. É preciso destacar que, cada vez mais, necessitamos que a população colabore”, disse Saraiva.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro, pontuou a necessidade das pessoas que voltaram a circular manterem a atenção tanto para as medidas de biossegurança. “Tivemos um aumento no fluxo de banhistas no feriado e isso afetou também o número de ocorrências de salvamento”, explicou o comandante.Foto:Sandro Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade