Rio Grande do Norte integra ações pela saúde do trabalhador - Salomão Medeiros
TCM HD

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Rio Grande do Norte integra ações pela saúde do trabalhador

No acompanhamento da pandemia junto aos profissionais de Saúde, o Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), está há duas semanas integrando as ações do programa RN Mais Saudável.

Membros do centro vêm visitando feiras livres para entregar máscaras, gorros e aventais aos feirantes e visitando colônias de pescadores levando informações sobre as medidas protetivas à Covid.

A Subcoordenadora do Cerest, Kelly Lima, informou durante a entrevista coletiva desta quarta-feira, 19, que o órgão vai divulgar nota técnica com os fluxos e critérios para estabelecer a Covid-19 também como doença ocupacional, de acordo com diretrizes do Ministério da Saúde.
O Cerest testou 24.300 trabalhadores da Saúde no RN. Tiveram resultado positivo o total de 5.371; destes, 57% receberam alta por cura. Outros 1.049 profissionais da saúde estão em investigação para diagnóstico de Covid. 

Os mais afetados são os técnicos de enfermagem - que representam 60% das equipes - enfermeiros e médicos. Profissionais agentes comunitários que trabalham na estratégia de saúde da família vêm tendo aumento de casos, assim como gestores de unidades de saúde. O pico para a categoria se deu em meados de junho e vem decrescendo.

DADOS: A atualização dos dados epidemiológicos nesta quarta-feira, 19, registra taxa geral de ocupação de leitos de 53%. A taxa de transmissibilidade hoje é de 0.74, abaixo de 1, o que é considerado um indicador positivo. Todas as regiões de saúde registram, nesta quarta-feira, transmissibilidade abaixo de 1. Os pacientes internados são 344, sendo 160 em leitos críticos e 184 em leitos clínicos.

A ocupação de leitos na região Metropolitana de Natal é de 49%. Nas regiões do Mato Grande (município sede João Câmara) e Agreste (município sede Santo Antônio) há 0% de ocupação - todos os leitos estão disponíveis. 

Nas demais regiões a ocupação é a seguinte: Oeste - 66,6%; Pau dos Ferros - 20%; Trairi (município sede São Paulo do Potengi) - 33%; e Seridó 73%. A fila de regulação tem 7 pacientes aguardando leitos críticos e 4 leitos clínicos. Taxa de isolamento 37,4.

Os casos confirmados somam 58.667. Os suspeitos chegam a 23.030 enquanto 101.267 foram descartados. A Covid-19 já causou a morte de 2.126 potiguares (6 nas últimas 24 horas) e 236 óbitos estão em investigação. Os dados apresentados foram registrados por volta das 11h desta quarta-feira (19).

ESTADO INICIA MUDANÇA PROGRAMADA DE LEITOS: Diante do atual cenário da pandemia no estado que demonstra índices em redução, incluindo de ocupação de leitos específicos Covid-19 e a taxa de transmissibilidade abaixo de 1 em todo o estado, nesta quarta-feira a Sesap iniciou a mudança programada de leitos para outras patologias.

“A Sesap realizou estudos de forma séria e responsável, e inicia, a partir de hoje, a reversão de alguns leitos, como os do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Essa região não terá nenhum tensionamento porque ontem abrimos 10 leitos na região de Assu, que poderão ser usados por pacientes dessa região”, destacou a coordenadora e articuladora das redes de atenção à saúde da Sesap, Samara Dantas. 

No Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, nove leitos gerais passaram a ser Covid e 20 passaram a atender patologia geral. No Rafael Fernandes, também em Mossoró, oito leitos serão destinados a não Covid. Em Natal, no Hospital de Urgência Walfredo Gurgel, os leitos Covid foram desativados nesta terça-feira, 18.Foto:Sandro Meneses 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade