Pular para o conteúdo principal

População das zonas Norte e Oeste de Natal receberam máscaras neste sábado

O Governo do Estado levou as ações do programa RN+Protegido, de distribuição de máscaras de proteção facial à população, a diferentes localidades neste sábado (25), com equipes espalhadas pela capital e na região do município.

As ações deste sábado, 25, foram coordenadas pela Defesa Civil do RN em parceria com a Cruz Vermelha e apoio da Associação do Conselho de Segurança do bairro Potengi e da Faculdade Estácio, unidade Zona Norte.

Durante a amanhã as equipes fizeram uma blitz na estrada da Redinha, próximo à Caixa Econômica Federal, com participação da Polícia Militar e lideranças comunitárias da Zona Norte, onde foram distribuídas 4 mil máscaras. 
Também no turno matutino a Cruz Vermelha distribuiu outras 4 mil unidades no bairro Guarapes e localidades vizinhas da Zona Oeste de Natal. Ao longo do dia, a Defesa Civil distribui 5 mil máscaras em Canguaretama e praias próximas, como Barra do Cunhaú, Pipa, Tibau do Sul e Sibaúma.

O RN+Protegido já distribuiu 4,7 das 7 milhões de máscaras que pretende entregar à população. Na primeira fase do programa foram distribuídas 3 milhões de máscaras. Nesta segunda, iniciada há 10 dias, 1,7 das 2 milhões já foram entregues à população em situação social mais vulnerável.

O controlador geral do Estado e coordenador do programa, Pedro Lopes, estima que essas ações tenham chegado a mais de 2 milhões de potiguares, ou quase 70% da população do Estado.

Grande parte dessas máscaras é entregue a entidades e prefeituras para distribuição em comunidades. Mas Pedro Lopes lembra que desde a última quarta-feira a Defesa Civil, em parceria com a Cruz Vermelha, tem promovido ações diretas de entrega de máscaras à população. 
Durante esta semana dez municípios receberam as equipes: Natal, Parnamirim, Mossoró Grossos, Tibau do Sul, Areia Branca, João Câmara, Ceará-Mirim e Currais Novos. E também nas praias de Genipabu e Maracajaú.

Nesta sexta-feira (24) a ação ocorreu em Nísia Floresta para distribuição de 5 mil máscaras, além de outras 2 mil no conjunto Planalto e 6 mil em Parnamirim. “Próxima segunda-feira faremos o planejamento de ações para a semana, com foco de acordo com o índice de contaminação das regiões. Mas como já distribuímos 2,6 milhões de máscaras na Região Metropolitana de Natal e estivemos recentemente no Alto Oeste, devemos chegar à Região Oeste, em Pau dos Ferros e municípios vizinhos”, estimou Pedro Lopes. 

RN+Protegido: O programa é realizado em parceria do Governo do Estado com as indústrias de confecção do RN, em especial a Guararapes e Coteminas, além do Sindicato da Construção Civil no RN (Sinduscon). Vai permitir a produção de 7 milhões de máscaras para doação e foi pensado para o enfrentamento dos impactos da calamidade pública decorrente do novo coronavírus no Rio Grande do Norte.

O Governo está investindo R$ 3 milhões na ação, em 3 etapas: a 1ª (3 milhões de máscaras) por meio de empréstimo junto ao Banco Mundial (projeto do Governo Cidadão); a 2ª (2 milhões de máscaras de pano) e a 3ª (2 milhões de máscaras de TNT), por meio de recursos aportados do Governo Federal através de emenda parlamentar da Senadora Zenaide Maia (até R$ 2 milhões).
As empresas e entidades parceiras do RN+Protegido vão doar matérias-primas para a confecção do total de máscaras. A Guararapes Confecções S/A, além de doar matéria-prima para o Programa, fará o processo de confecção cobrando do Governo do RN somente o custo da mão de obra, doando os demais gastos de fabricação e o lucro. Ou seja, os recursos aportados pelo Governo serão destinados apenas ao pagamento da mão de obra.

Assim, a parceria Governo do RN e empresas, além de proteger a população do RN do Covid-19, proporcionará emprego e renda a mais de 4 mil profissionais costureiras estabelecidas no Estado potiguar, em especial as integrantes do Programa Pró-Sertão.Fotos:Sandro Menezes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em ato inédito, Governo do RN distribui sementes crioulas para agricultores familiares

Casada, mãe de três filhos, Ana Maria da Silva Gomes, 52, é agricultora, guardiã de sementes, pescadora e cabeleireira da comunidade Assentamento Professor Maurício de Oliveira, na cidade de Assu, região Oeste do Rio Grande do Norte.  Ela representa uma das três mil famílias beneficiadas pelo Programa Estadual de Sementes Crioulas - as sementes da tradição - que pela primeira vez estão sendo doadas pelo governo estadual para agricultores familiares.  A primeira etapa de distribuição, realizada através da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Rural (Sedraf), ocorreu nesta sexta-feira (31), no auditório da Ufersa (Universidade Federal Rural do Semiárido), em Mossoró, onde foram entregues sementes de milho, feijão, sorgo, castanha de caju, fava e arroz vermelho. Os tipos de sementes foram definidos pelos próprios agricultores porque são as mais utilizadas pela maioria dos contemplados, cuja tradição é passada de geração a geração. Para execução do

Governo do RN garante cumprimento do piso salarial do magistério

O Governo do Estado, através da governadora professora Fátima Bezerra e do secretário de estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC-RN), professor Getúlio Marques, assegura o cumprimento do Piso Nacional do Magistério. Em janeiro de 2020, o Ministério da Educação (MEC) anunciou reajuste de 12,84%. O salário dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira passará de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24. “Nós continuamos abertos ao diálogo com o sindicato, garantindo não somente o reajuste, como também o pagamento retroativo”, afirmou o secretário. Ele explicou que o percentual proposto pelo MEC está acima da previsão da receita do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que financia a rede básica de Educação. Em 2019, o Governo do Estado recebeu R$ 902 milhões e a previsão para este ano é de R$ 926 milhões, ou seja, menos de 3% de aumento. Mesmo diante desse déficit

Claudia Rodrigues sofre convulsão e é encaminhada para a UTI

A  atriz Claudia Rodrigues sofreu uma queda onde acabou tendo uma convulsão na sequência e foi levada para o Hospital Alberto Einstein, em São Paulo, onde acabou sendo internada na Unidade de Terapia Intensiva. De acordo com informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal 'O Dia', diagnosticada com esclerose múltipla e com diminuição de parte da massa encefálica, a atriz desenvolveu um edema cerebral, por conta da queda, descoberto pelos médicos nesta quinta-feira (30).  Procurada, a assessoria do hospital confirmou a internação da atriz. Os representantes de Claudia, no entanto, ainda não se pronunciaram oficialmente sobre a nova internação.  No mês de dezembro, a artista foi internada na mesma unidade para tratamento contra a doença degenerativa.Com informações de Notícias Ao Minuto Brasil/Foto:Divulgação