Pular para o conteúdo principal

Covid-19: transporte sanitário tem menor tempo de espera

As medidas implementadas pelo Governo do RN para oferecer melhor assistência aos pacientes da Covid-19 continuam comprovando seu acerto. 

Nesta quinta-feira, 16, o tempo médio de espera pelo transporte sanitário pelos pacientes regulados para internamento, que já foi de 30 horas, caiu para 10, agora é de 4 horas e 50 minutos.

Esta informação foi confirmada por Samara Pereira Dantas, coordenadora e articuladora das Redes de Atenção à Saúde da Secretária de Estado da Saúde Pública (Sesap) na entrevista coletiva de atualização dos dados epidemiológicos e prestação de contas das ações da administração estadual.
A redução foi possível pela contração de cinco ambulâncias para reforçar o trabalho que antes era feito pelo SAMU e teve sua capacidade esgotada. A contratação é temporária, atende todo o Estado e contribui para um serviço de saúde mais ágil e eficiente.

O atendimento específico à Covid no Rio Grande do Norte hoje registra 651 pacientes internados em toda a rede hospitalar, sendo 332 em leitos críticos e 319 em leitos clínicos. A fila de regulação tem 3 pacientes para UTI, 7 para leitos clínicos e 9 aguardam transporte sanitário.

A taxa geral de ocupação de leitos críticos é de 80,64%. Nas regionais, a ocupação em Pau dos Ferros é de 60%, na região Oeste 72%, Metropolitana de Natal 88 %, Mato Grande 100% e Seridó 50%.

Os casos confirmados são 40.976, casos suspeitos 53.872, descartados 63.858, óbitos confirmados 1.498 (08 nas últimas 24 horas) e 221 óbitos em investigação. Por indisponibilidade dos sistemas de notificação do Ministério da Saúde no módulo de exportação, não foi possível a inserção das notificações dos dias 14 e 15 de julho, sendo, portanto, os números informados advindos de exames laboratoriais realizados pelo Lacen RN. 

FISCALIZAÇÃO DO PROCON: Com o início da segunda fase do Plano de Retomada Gradual das Atividades Econômicas neste dia 15, o Procon estadual está atuando junto aos lojistas e consumidores com o objetivo de estabelecer o cumprimento das medidas sanitárias e protetivas. 
"Buscamos a conscientização para um retorno das atividades bem elaborado e para evitar uma regressão da doença. O Procon é parceiro dos lojistas e do comércio para uma relação equilibrada em proteção da vida. Estamos em um momento de transição, é preciso ter calma e cuidado. Juntos vamos reconstruir as atividades e recuperar a economia", afirmou Thiago Silva, coordenador geral do Procon-RN. 

SELO "TURISMO MAIS PROTEGIDO": Ainda em apoio às medidas de retomada das atividades econômicas, o Governo do RN, através da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), está em fase de implantação do selo "Turismo mais protegido". 

A iniciativa foi amplamente discutida e aprovada coletivamente pela Setur, Empresa de Promoção ao Turismo (Emprotur), por parte da administração estadual, pela Fecomércio, Senac, Sebrae, e Agrasel, Sindetur e ABIH, entidades do setor privado. 

"O selo define orientações e cuidados diários no atendimento ao turista que devem ser seguidos pelos trabalhadores e empresas", explicou Solange Portela, subsecretária de política e gestão turística da Setur.
O selo "Turismo mais protegido" segue as orientações do Governo Federal, os protocolos de segurança sanitária e foi revisado e aprovado pela subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (Suvisa) da Sesap.

Para ter acesso ao selo a empresa deve acessar o endereço www.turismoprotegido.rn.gov.br, ter o selo Turismo Responsável e um dos funcionários deve fazer o curso de capacitação gratuito pelo Senac ou Sebrae.

Atendidas estas exigências, passa a ter o certificado de adesão ao selo Turismo mais Protegido. Para o guia de turismo, ele deve apresentar a credencial junto ao Ministério do Turismo. O bugueiro precisa apresentar a credencial junto à Setur. Eles também devem comprovar o curso de capacitação. 

"Com isso estamos garantindo que o RN está preparado para receber o turista com toda segurança", afirmou Solange Portela.Fotos:Sandro Portela

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em ato inédito, Governo do RN distribui sementes crioulas para agricultores familiares

Casada, mãe de três filhos, Ana Maria da Silva Gomes, 52, é agricultora, guardiã de sementes, pescadora e cabeleireira da comunidade Assentamento Professor Maurício de Oliveira, na cidade de Assu, região Oeste do Rio Grande do Norte.  Ela representa uma das três mil famílias beneficiadas pelo Programa Estadual de Sementes Crioulas - as sementes da tradição - que pela primeira vez estão sendo doadas pelo governo estadual para agricultores familiares.  A primeira etapa de distribuição, realizada através da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Rural (Sedraf), ocorreu nesta sexta-feira (31), no auditório da Ufersa (Universidade Federal Rural do Semiárido), em Mossoró, onde foram entregues sementes de milho, feijão, sorgo, castanha de caju, fava e arroz vermelho. Os tipos de sementes foram definidos pelos próprios agricultores porque são as mais utilizadas pela maioria dos contemplados, cuja tradição é passada de geração a geração. Para execução do

Governo do RN garante cumprimento do piso salarial do magistério

O Governo do Estado, através da governadora professora Fátima Bezerra e do secretário de estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC-RN), professor Getúlio Marques, assegura o cumprimento do Piso Nacional do Magistério. Em janeiro de 2020, o Ministério da Educação (MEC) anunciou reajuste de 12,84%. O salário dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira passará de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24. “Nós continuamos abertos ao diálogo com o sindicato, garantindo não somente o reajuste, como também o pagamento retroativo”, afirmou o secretário. Ele explicou que o percentual proposto pelo MEC está acima da previsão da receita do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que financia a rede básica de Educação. Em 2019, o Governo do Estado recebeu R$ 902 milhões e a previsão para este ano é de R$ 926 milhões, ou seja, menos de 3% de aumento. Mesmo diante desse déficit

Claudia Rodrigues sofre convulsão e é encaminhada para a UTI

A  atriz Claudia Rodrigues sofreu uma queda onde acabou tendo uma convulsão na sequência e foi levada para o Hospital Alberto Einstein, em São Paulo, onde acabou sendo internada na Unidade de Terapia Intensiva. De acordo com informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal 'O Dia', diagnosticada com esclerose múltipla e com diminuição de parte da massa encefálica, a atriz desenvolveu um edema cerebral, por conta da queda, descoberto pelos médicos nesta quinta-feira (30).  Procurada, a assessoria do hospital confirmou a internação da atriz. Os representantes de Claudia, no entanto, ainda não se pronunciaram oficialmente sobre a nova internação.  No mês de dezembro, a artista foi internada na mesma unidade para tratamento contra a doença degenerativa.Com informações de Notícias Ao Minuto Brasil/Foto:Divulgação