“Quando não se tem o que atacar, ataca-se a sexualidade”, disse 1º prefeito gay assumido do RN, ao falar do combate à homofobia - Salomão Medeiros
TCM HD

segunda-feira, 29 de junho de 2020

“Quando não se tem o que atacar, ataca-se a sexualidade”, disse 1º prefeito gay assumido do RN, ao falar do combate à homofobia

Ao ser celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ neste domingo (28), em tom de um longo desabafo e contando um pouco de sua luta numa trajetória de combate à homofobia, o primeiro prefeito gay assumido do estado do Rio Grande do Norte, o professor Oton Mário (PSOL), da cidade de Jaçanã, região Trairi Potiguar.

Em uma longa publicação como forma de desabafo e lutando contra toda forma de preconceito, já que ele vivenciou na pele durante o período da campanha eleitoral de 2016 no município de Jaçanã, quando era candidato a prefeito.

Na publicação, o prefeito Oton Mário fala abertamente dos últimos seis meses que faltam para ele terminar de concluir o seu primeiro mandato, mas deixando uma interrogação pairando no ar, já que ele tem direito à reeleição.

“Temos a constatação de que o fato de eu ser homossexual não me impediu em nada de fazer uma boa gestão”, foi contundente ao falar como sempre fez antes, durante e depois da campanha e de chegar aonde chegou: Nunca ter escondido do povo a opção sexual dele.
Disse ele que os candidatos de oposição não tendo o que falar dele, decidiram atacar a minha sexualidade como "estratégia" para me diminuir e colocar a população contra a minha candidatura, afirmou ele.

Palavras em tom pejorativo eram usadas pelos os opositores dele, com discurso de ódio, extremamente de ataques homofóbicos de toda natura, conta Oton Mário na publicação.

Os mais comuns iam do tipo: "E você vai votar naquele viado?", disse ele que as palavras eram ditas e replicadas à exaustão naquele contexto.

"Ainda hoje é assim, quando querem me xingar ou me diminuir, as primeiras expressões que eles utilizam são: “aquele viado”, “aquele fresco” (...) e por aí vai. Claro que de forma velada e covarde, pois sabem que homofobia, agora, é crime", afirmou ele.

Ainda dando prosseguimento ao seu relato, o primeiro prefeito gay da história de Jaçanã e do Rio Grande do Norte, respectivamente, tem ensinado nesses mais de três anos e seis meses que o exemplo sobre gestão pública trazido dos tempos quando ele era gestor escolar, por reconhecimento sua gestão ganhadora de prêmio em nível de estado do Rio Grande do Norte, e concorrendo em nível de Brasil.

Não somente por ser professor e por causa de sua opção sexual, Oton Mário entrou para a história política do estado do Rio Grande do Norte, servindo de exemplo com altivez e na luta cotidiana e na defesa intransigente dos direitos humanos e da comunidade LGBT.

Entretanto, naquelas eleições Jaçanã deu uma das maiores lições de cidadania e libertação ao mundo, elegendo ao poder executivo local um simples professor, LGBT e sem nenhuma trajetória política pessoal ou familiar anterior. Foi a vitória mais improvável que alguém supunha imaginar.

Ao que tudo indica, a estratégia da oposição em atacar a minha sexualidade não deu muito certo à época já que a maioria da população acabou me escolhendo, sem se preocupar ou levar em consideração com quem eu divido os meus afetos. E parece que esta mesma oposição aprendeu a lição, pois algumas pré-candidaturas LGBTs já foram anunciadas para o próximo pleito. Parece que, finalmente, com quem as pessoas se relacionam ou a forma como elas partilham o seu amor não vai mais importar tanto.

Prossegue na mensagem ele ,"A cidade conseguiu sobreviver perfeitamente sem ter “primeira dama” e ninguém morreu por isso. Afinal, não é a sexualidade de uma pessoa que define o seu caráter, nem o seu profissionalismo, nem a sua capacidade laboral e intelectual de agir e de contribuir com a sociedade em geral”, afirmou ele de forma bastante contundente.

A publicação na íntegra poderá ser conferida clicando em Colóquios Com Oton Mário uma espécie de blog que é escrito pelo próprio prefeito Oton Mário.Foto:Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade