RN têm apenas 40% de isolamento,e governo pede a colaboração da população - Salomão Medeiros
TCM HD

sexta-feira, 22 de maio de 2020

RN têm apenas 40% de isolamento,e governo pede a colaboração da população

No Rio Grande do Norte o índice de isolamento social vem caindo dia a dia e na última quarta-feira, 20, chegou à marca de 40%, segundo os dados coletados pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), da UFRN.

O número é considerado preocupante porque está muito abaixo do ideal, que seria de 60%. Diante disso, o Governo do Estado e as autoridades da saúde pública fazem um apelo à população para quem puder permanecer em casa, a fim de que se evite uma rápida proliferação do contágio pelo novo coronavírus, o que sobrecarregaria ainda mais a rede de saúde.

Diante do agravamento do quadro, a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, ressaltou, mais uma vez, a importância do distanciamento social. "Essa é a principal ferramenta que pode auxiliar nesse processo de reduzir a transmissão", disse ela durante entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira, 21, na Escola de Governo.
Os dados do Rio Grande do Norte apontam que a maioria dos infectados está na faixa etária dos 20 aos 49 anos de idade. "Isso nos permite inferir que são as pessoas que ainda continuam circulando, em sua maioria", disse Alessandra. Apesar disso, ela esclareceu também que o perfil de óbitos segue o esperado. "As pessoas com comorbidades tendem a ter maior chance de agravamento, assim como os idosos”, afirmou. 

As taxas de notificações estão melhorando em todos os municípios do Rio Grande do Norte. As regiões mais importantes do ponto de vista epidemiológico são Mossoró, Assú e Região Metropolitana de Natal, onde continua crescendo o número de casos confirmados. 

"Esse processo é de corresponsabilização e coparticipação para que possamos ter dados ainda melhores e garantir ainda mais uma saúde de qualidade à população potiguar”, afirmou. 

A subcoodenadora também orientou a população sobre como deve proceder no caso de apresentar qualquer sintoma gripal. "Nesses casos, é imprescindível que o indivíduo se coloque em isolamento de imediato”, destacou.

DADOS: A atualização dos dados mostra que o Estado tem 12.584 casos suspeitos, na grande maioria aguardado resultados laboratoriais, 4.060 casos confirmados em 128 municípios, 9.117 casos descartados e 178 óbitos confirmados (mais 2 em Mossoró, 3 em Natal, 2 em Areia Branca, 1 em Macaíba). Outras 40 mortes seguem em investigação.

A Região de Mossoró tem 97% dos leitos ocupados - dos 18 disponíveis, 17 estão ocupados; em Pau dos Ferros todos os 4 leitos existentes estão ocupados; a 4ª Regional de Saúde, em Mossoró, está com 66% dos leitos ocupados. A Região Metropolitana de Natal está com 27 leitos ocupados dos 28 do Hospital Giselda Trigueiro e 87% dos leitos SUS do Hospital Rio Grande. 

Participaram da coletiva nesta quinta-feira (21), na Escola de Governo, além da subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica, Alessandra Lucchesi, o controlador-geral do Estado, Pedro Lopes, o secretário Adjunto de Administração, George Câmara, e o coordenador médico da regulação, Paulo Gonçalves. 

REGULAÇÃO:  O trabalho da Central Metropolitana de Regulação (CMR) consiste em uma atividade altamente dinâmica, já que pode atender casos de óbitos, transferências e altas dos pacientes que estão na rede. Nesta quinta-feira, 20.395 pessoas estão internadas em leitos públicos e privados, sejam leitos clínicos ou críticos. 

O coordenador médico da regulação, Paulo Gonçalves, explicou que a CMR tem um olhar geral para a rede, mas também diferenciado para aquelas regiões mais distantes e para os pacientes que estão em locais menos assistidos. "Nós trabalhamos para dar toda a possibilidade de assistência de forma equânime aos usuários", disse. 

O coordenador destacou que é fundamental que os municípios cadastrem e insiram os usuários que estão demandando por leitos clínicos ou críticos no Sistema de Regulação para que a Sesap possa enxergar os pacientas e otimizar as transferências. "Esse processo de regulação já era um desafio, mas agora, com a proliferação da Covid-19, é preciso fazer o acesso de forma correta para a Central gerenciar da melhor forma, evitando transtornos para esses pacientes que precisam de atendimento. Atualmente vivenciamos um cenário crítico, mas administrável, desde que se cumpram todos os protocolos", disse Paulo Gonçalves. 

Para auxiliar no delicado processo de regulação dos pacientes, a Sesap conta com um sistema que foi criado com ajuda do LAIS, o Regula RN. "Ele nos possibilita vivenciar todas as situações que nos chegam e as demandas dos municípios - que são classificadas por prioridades, através da observância de dados objetivos e subjetivos”, esclareceu o coordenador. 

PROGRAMAS ASSISTENCIAIS:  O controlador-geral do Estado, Pedro Lopes, apresentou os dados dos Programas RN+Unido e do RN+Protegido. Entre os dias 13 a 19 de maio, o Estado recebeu doações de materiais equivalentes a R$ 100 mil, acumulando um total de doações de R$ 2,4 milhões desde a criação da Central de Doações em março. 

"Esta semana tivemos novas doações. A Potigás doou 2 mil protetores faciais; a parceria com o Nuplan/UFRN rendeu 7,2 mil litros de álcool; a empresa Solar Cola-Cola doou 12 mil litros de água que serão entregues ao Hospital Giselda Trigueiro. 

O RN+Unido, uma parceria com os supermercados, arrecadou 2 toneladas de alimentos. A campanha da Secretaria de Turismo (Setur), da Emprotur e o sindicato arrecadou 381 cestas básicas para os trabalhadores do turismo por meio da live da banda Grafith", listou Pedro Lopes. 

O programa RN+Protegido também já distribuiu 1,6 milhões de máscaras, sendo 900 mil aos 167 municípios. 

CENTRAIS DO CIDADÃO: O Governo do Estado, atento às filas formadas na sede do Sistema Nacional de Emprego (SINE), na unidade de Candelária, em Natal, decidiu reabrir seis unidades das Centrais do Cidadão para atendimento exclusivo do SINE. As unidades de Apodi, Assu, Currais Novos, João Câmara, Pau dos Ferros e Santa Cruz estão abertas mediante agendamento virtual e com número limitados de atendimentos.

Com a necessidade de retirada de documento para recebimento do auxílio emergencial e para desafogar a fila na sede da Ribeira, foram abertas unidades do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep/RN) nos municípios de Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e São José de Mipibu. “Todos os cuidados com higiene e distanciamento serão tomados para proteger os servidores e a população durante os atendimentos”, esclareceu o secretário Adjunto de Administração, George Câmara.Foto:Demis Roussos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade