Projeto de Jean Paul que prorroga auxílio emergencial tem aprovação de 9 entre cada 10 brasileiros - Salomão Medeiros
TCM HD

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Projeto de Jean Paul que prorroga auxílio emergencial tem aprovação de 9 entre cada 10 brasileiros

Uma pesquisa realizada, entre os dias 18 e 20 de maio, mostrou que 91% da população é favorável aos projetos que ampliam o prazo do pagamento do auxílio emergência. Foram entrevistados por telefone 1.200 brasileiros com mais de 16 anos de todas as regiões do país.

Nove entre cada dez entrevistados acham que o pagamento do auxílio emergencial deveria ser estendido até o fim do estado de calamidade pública.
Existem diversos projetos sendo debatidos pelo Senado que propõem essa prorrogação, como o projeto de lei n° 2627/2020, de autoria do senador Jean Paul Prates (PT-RN), que estende o prazo de pagamento do auxílio emergencial até 31 de dezembro de 2020. 

A proposta do senador pelo Rio Grande do Norte é rejeitada por apenas 2,7% dos entrevistados do portal E-cidadania.

Para o parlamentar, a prorrogação do auxílio emergencial traz um horizonte de estabilidade para as famílias brasileiras e para as próprias empresas, que terão a garantia de que produtos e serviços básicos continuarão sendo consumidos. 

“O benefício permite que desempregados, trabalhadores informais e por conta própria possam seguir em frente com um mínimo de condições para manterem a comida do dia-a-dia nas suas mesas”, afirma. 

A pesquisa mostrou que 98% população apoia o uso obrigatório de máscara facial em lugares públicos, como proteção contra o coronavírus.
Economia: Os dados da pesquisa mostram também que mais da metade dos brasileiros acham que a crise econômica deve se agravar no país. Para 57% dos entrevistados, o pior ainda está por vir. Outros 32%, afirmaram que estamos na pior parte da crise econômica, motivada pela Covid-19.Fotos:Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade