Governadora Fátima Bezerra se reúne com centrais sindicais e afirma prioridade é salvar vidas - Salomão Medeiros
TCM HD

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Governadora Fátima Bezerra se reúne com centrais sindicais e afirma prioridade é salvar vidas

O fundamental para o Governo do Estado neste momento é salvar a vida das pessoas neste período de pandemia. A afirmação é da governadora Fátima Bezerra em videoconferência com representantes de centrais, sindicatos e federações de trabalhadores na agricultura do Rio Grande do Norte, no início da noite desta terça-feira, 12.

Fátima Bezerra frisou aos representantes dos trabalhadores que o foco do Governo, além das ações no enfrentamento aos efeitos da pandemia do novo coronavírus, é manter o calendário da folha pagamento dos servidores do Estado em dia. No prazo de quinze dias, uma nova reunião com os representantes dos trabalhadores será realizada por meio de videoconferência. 

A videoconferência foi um espaço aberto pelo Governo do Estado para ouvir as demandas dos representantes dos trabalhadores como sindicalistas e das federações da agricultura familiar, que temem pelo aumento do desemprego por causa das demissões ocorridas em setores diversos da economia e, também, do temor concreto que a Covid-19 acometa trabalhadores dos serviços essenciais e, também, aqueles que neste momento estão sem emprego. 
Na conversa, a chefe do executivo estadual reafirmou que além da manutenção do calendário há uma preocupação com o que virá pós-pandemia. “Esperamos que esse tempo passe para que o equilíbrio das finanças volte e a gente possa retomar a nossa pauta que também é sagrada: quitar o passivo com o pessoal”. 

“Quero deixar tudo muito claro aqui da realidade que nós estamos vivendo hoje”, complementou a governadora. Ela disse às lideranças sindicais e das federações que a queda da arrecadação em maio vai ser maior que a de abril, como reflexo necessário do isolamento que tem que ser feito para salvar vidas e cuidar da saúde da população. “Isso é um grande desafio”. 

Para a governadora, a hora não é de flexibilizar as medidas para manter o isolamento social como forma de garantir que o menor número possível de pessoas adoeça de Covid-19. “Eu quero insistir: vamos cobrar de todos para que a gente possa ampliar o nível de cumprimento das medidas de isolamento social”. 

Na luta contra o aumento do número de casos de Covid, Fátima Bezerra disse que o Governo está atento e que todas as ações no combate à disseminação do novo coronavírus no RN são tomadas de acordo com as orientações do Comitê Científico formado por profissionais da UFRN, Uern, Secretaria de Estado da Saúde Pública e outras instituições. “O que o Comitê disser nós faremos”, anunciou. 

DIÁLOGO PERMANENTE:  Sobre a videoconferência com setores representativos, Fátima Bezerra explicou que o diálogo do Governo com as categorias de trabalhadores e também do empresariado é permanente. “Mantemos o diálogo com todos que nos procuram. Essa é a nossa marca e nosso compromisso”. 

O vice-governador Antenor Roberto destacou a importância do diálogo que o Governo vem mantendo com as diversas categorias, patronais e de trabalhadores, e destacou que a pauta que todos apresentam é de relevância ante as incertezas do futuro da economia pós-pandemia, diante do cenário de recessão e desemprego. 

De acordo com o secretário-adjunto da Saúde, Petrônio Spinelli, que também participou da videoconferência, manter o distanciamento social neste momento da pandemia é vital para que aglomerações não reflitam em um aumento no número de casos da Covid-19. 

Segundo o secretário Extraordinário para Gestão de Projetos e Metas de Governo e Relações Institucionais (SEGRI), Fernando Mineiro, esta foi uma reunião importante para o Governo do Estado que exerce, mais uma vez, seu protagonismo através do diálogo com todos os setores da sociedade. “Assim como (o Governo) já conversou com os setores empresariais, agora, ouviu também setores dos trabalhadores”, frisou Mineiro.

Também participaram da reunião, o secretário da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Alexandre Lima e representantes do Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Comerciários, Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte-FETARN, Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Rio Grande do Norte-Fetraf/RN, CUT-RN e Intersindical do RN.Foto:Reprodução Instagram Fátima Bezerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários,e não representam a opinião deste blog.

publicidade