Governo une agricultura familiar e agronegócio na 57ª Festa do Boi - Salomão Medeiros
Governo do RN

sábado, 19 de outubro de 2019

Governo une agricultura familiar e agronegócio na 57ª Festa do Boi

A governadora Fátima Bezerra instalou o Governo do RN na 57ª edição da Festa do Boi, nesta quinta-feira (17), e realizou uma série de ações concretas, assinando convênios importantes. 

Entre eles, está o termo de cooperação com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Escola Agrícola de Jundiaí, com o intuito de avançar no controle da qualidade dos alimentos, mais especificamente, do leite e derivados. 

"Esta parceria com a UFRN é fundamental para garantir a melhoria na qualidade dos nossos produtos, tendo em vista os investimentos que o Governo tem destinado ao setor, é imprescindível apresentarmos um produto de qualidade para o mercado", destacou a governadora. 

Um outro diferencial promovido pelo Poder Executivo Estadual na 57ª Festa do Boi é o espaço criado pela secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), a “Vila da Agricultura Familiar”, com 16 estandes voltados para a divulgação e comercialização deste tipo de produção. 
O estande conta ainda com a apresentação de atrações culturais como forró pé de serra, poetas e repentistas. "Esta Festa do Boi é a primeira do nosso Governo e está representando mais do que esperança, representa confiança. Nós estamos dando passos concretos para promover o desenvolvimento sustentável do nosso Estado. Pela primeira vez, temos a agricultura familiar e o agronegócio juntos, com o apoio integrado de todos os órgãos do Governo e instituições parceiras, em busca do desenvolvimento com sustentabilidade social", ressaltou Fátima.

No estande da agricultura familiar, a governadora recebeu das mãos de produtores da comunidade quilombola de Bom Jesus, uma cesta de produtos, cultivados e comercializados na comunidade. Os produtos simbolizam a produção local, bem como a força e a resistência da agricultura familiar. 

"Nestes dez meses de Governo, nós tivemos muitos avanços e eles só foram possíveis porque o Governo é sensível à agricultura familiar e o que tem sido feito será retribuído com muita força, pois são estes homens e mulheres que alimentam a nação", destacou o secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar, Alexandre Lima.

O espaço reúne produtores de 10 municípios: Natal, Macaíba, Ceará-Mirim, São José do Mipibu, São Miguel, São João do Sabugi, Jaçanã, Pureza, Caiçara do Rio do Vento e Bom Jesus. Na Vila estão sendo comercializados artesanatos, polpa de frutas, queijos, cachaça artesanal, mel de abelha, doces, frutas, verduras e hortaliças.

INVESTIMENTOS DO GOVERNO NA AGRICULTURA FAMILIAR-Neste ano, o Governo do RN sancionou a Lei que instituiu o Programa Estadual de Compras da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Pecafes), que beneficia cerca de 90 mil famílias com a reserva de pelo menos 30% das compras governamentais para a produção agrícola familiar.

A ação é parte da política de incentivo do Governo ao setor, que se iniciou com a reforma administrativa que criou a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar. A estimativa é de que com o Pecafes o investimento em 2019 para a agricultura familiar chegue a R$ 20 milhões.

Outra ação importante é o programa de produção e conservação de forragem para agricultores familiares, lançado durante a ExpoCaicó, com investimento de R$ 812 mil, beneficiando diretamente mais de 6 mil agricultores com a garantia de alimentação dos rebanhos a partir da distribuição de raquetes de palma forrageira, subsídio para produção e comercialização de feno e disponibilização de máquinas para produção e armazenamento de silagem.

Já o Programa Estadual de Documentação da Trabalhadora Rural assegurou a mais de três mil potiguares o acesso gratuito a documentos civis e trabalhistas.

Fomentando a cadeia produtiva leiteira está o Edital de Credenciamento de Agricultores Familiares e Produtores de Leite e o Edital de Credenciamento de Entidades Socioassistenciais, visando aquisição de leite bovino e caprino. Os editais atendem, respectivamente, ao Programa Leite Potiguar (PLP), da Sethas, e ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Leite), da Emater-RN. A estimativa é que entre 2.500 e 3.000 pessoas façam adesão aos editais, com um investimento de R$ 5 milhões no PAA Leite e R$ 50 milhões no PLP.

RN CERTIFICA PRIMEIRA QUEIJEIRA ARTESANAL-Durante a instalação do Governo do RN na Festa do Boi, a governadora entregou o primeiro certificado de queijeira artesanal do RN, à queijeira da Fazenda Caju, localizada em Ceará Mirim. O feito é considerado um marco histórico, visto que se trata de atender um anseio antigo dos produtores de queijo artesanal. 

"É uma alegria imensa entregar a certificação de primeira queijeira artesanal potiguar, que a partir de agora poderá expandir sua produção. Este é mais um importante passo dado no caminho do desenvolvimento e da qualificação dos nossos produtos", destacou a governadora. 

A certificação tem origem na Lei Estadual nº 10.230, de 7 de agosto de 2017, iniciativa do deputado estadual Hermano Morais, que também participou da solenidade. A lei trata da produção e da comercialização de queijos e manteiga artesanais do Rio Grande do Norte – Lei Nivardo Mello. 

A "lei do queijo" mantém a tradição artesanal da produção e preserva a cultura gastronômica norte-rio-grandense. Além disso, incentiva a produção agropecuária, proporciona a geração de trabalho e renda, agregando valor e fomentando uma cadeia produtiva que envolve outros setores como os de embalagens e distribuição.

A Fazenda Caju, ganhadora do certificado, é de propriedade de Marinho de Sousa e produz mais de dez tipos de queijos, a maioria deles curados durante pelo menos 30 dias, feitos com leite cru extraídos de gado da raça Gir Leiteiro. “É uma luta de muitos anos, de muitas pessoas que fazem queijo com leite cru, no Rio Grande do Norte. Uma tradição que vem do meu avô que já fazia queijo, meu tio que também é produtor na região do Seridó. É um marco e um orgulho receber a certificação de primeira queijeira certificada no Estado”, disse o produtor.

A Fazenda Caju é certificada com um selo do IDIARN que atesta que a propriedade é livre de tuberculose e brucelose. Seus queijos têm receitas únicas e levam nomes de localidades da região de Ceará-Mirim, como Vale Verde, Guaporé, Mucuripe e Oiteiro.

Estima-se que há mais de 350 queijarias artesanais potiguares, sendo que 311 estão nos 28 municípios do Seridó. A lei do queijo impulsiona o trabalho de pequenos produtores e, consequentemente, a economia do RN.

FAZENDINHA, UM DOS ESPAÇOS MAIS VISITADOS-A chefe do Executivo estadual visitou também um dos espaços mais tradicionais da presença do Governo na Festa do Boi, a Fazendinha, desenvolvida por meio de uma parceria entre Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN).

Durante toda a Festa do Boi, equipes dos dois órgãos atendem centenas de produtores rurais que passam pelo local.

São dadas informações sobre novas tecnologias, em especial as de convivência com a seca, e apresentadas experiências de produção, manejo de animais, armazenagem de forragem, técnicas de apicultura e meliponicultura, além de orientações para acesso aos mercados consumidores.

Os visitantes também podem conhecer de perto plantações de milho, sorgo, palma, capim elefante, feijão, côco e diversas outras, tendo ainda a oportunidade de adquirir mudas e pintos produzidos pela Emparn.ASSECOM/RN/Foto:Demis Roussos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários.

publicidade

Redes Sociais

Siga para ficar mais próximo do blog.