RN entrega plano emergencial ao Ministério da Saúde - Salomão Medeiros
Governo do RN
publicidade

quarta-feira, 27 de março de 2019

RN entrega plano emergencial ao Ministério da Saúde

A fim de obter recursos adicionais para enfrentar a crise assistencial da Saúde pública no Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra entregou o Plano Estadual de Saúde ao secretário Executivo do Ministério da Saúde (MS), João Gobbardo dos Reis, em Brasília, nesta quarta-feira (27). 

O documento apresenta as ações e recursos necessários para equacionar, no curto e médio prazos, as situações mais críticas e evitar o colapso na prestação de serviços no setor. 

“A reunião com Dr. João Gobbardo foi extremamente cordial e ele recebeu muito bem as nossas requisições. Apresentamos nossas demandas que requerem apoio do Ministério com o aporte de recursos para que tenhamos um adicional financeiro e possamos enfrentar essa crise que estamos vivendo no estado na atenção à saúde”, afirmou Fátima, acompanhada do secretário de Saúde, Cipriano Maia, da senadora Zenaide Maia e do deputado federal Rafael Motta. 
A chefe do Executivo estadual destacou como um dos principais gargalos da crise as filas das cirurgias eletivas e de urgência que hoje já somam mais oito mil procedimentos.

De acordo com Cipriano Maia, o secretário do MS firmou o compromisso de publicar em breve a portaria que integra o Hospital da Polícia Militar ao SUS. Cipriano frisou ainda que a partir do plano será possível planejar a reestruturação do SUS no estado. “Nós temos demandas para ampliação do Samu, recuperação da nossa rede hospitalar, o apoio para implantação dos consórcios regionais e policlínicas”, disse. 

Fique por dentro: 

·Em 2018, foram sequestrados mais de R$ 60 milhões do Tesouro Estadual do RN para atender decisões judiciais relativas à saúde. 

·A Secretaria Estadual de Saúde mantém, por decisão judicial, contrato de 30 leitos de UTI junto à rede privada, com custo anual que supera os R$ 50 milhões. 

·O Sistema de Regulação no RN tem 3.452 pacientes na fila de espera por cirurgias eletivas e 4.940 na fila das cirurgias de urgência, totalizando 8.392.Foto:Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários.

Redes Sociais

Siga para ficar mais próximo do blog.

Recentes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *