Um mês depois primos vereadores não se definem se é oposição ou situação em Felipe Guerra - Salomão Medeiros
Governo do RN

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Um mês depois primos vereadores não se definem se é oposição ou situação em Felipe Guerra

Ao completar um mês no dia de ontem (22) depois que foi eleito como presidente da Câmara Municipal de Felipe Guerra para comandar o biênio 2019 e 2020, o vereador Ronaldo Pascoal que obteve o apoio incondicional de seu primo vereador Ubiracy Pascoal,com os votos dos vereadores da oposição Genilson Nogueira, Jânio Barra,Max Morais,os três últimos adversários do governo municipal de Felipe Guerra,leia-se do Prefeito Haroldo Ferreira.

No último dia 29 do mês passado ao apagar das luzes de 2018,o eleito presidente Ronaldo Pascoal esteve participando de um evento reunindo ex-moradores da Casa do Estudante de Mossoró(CEM),maioria deles de Felipe Guerra e que já morou lá.

O evento reuniu de tudo e de todas as tendências políticas de Felipe Guerra:Situação,Oposição e os encima do muro.
Dos sorrisos "amarelos",e com ar de desconfiança,vereadores convivem sobre o mesmo teto e cada um olhando para o seu próprio umbigo:Salve-se quem puder é a máxima de cada um deles
O que se sabe os moradores da zona rural de Mulungu, Arapuá, São Lourenço, Santana, Boqueirão, Brejo, Passagem Funda, Taboleiro e até a zona urbana do município de Felipe Guerra,a população está questionando-se com uma pergunta que não quer calar.

Os vereadores Ronaldo Pascoal e Ubiracy Pascoal,afinal são da situação ou oposição?

Embora os dois andam calados e calados ficam ou tem um discurso para tentar agradar gregos e troianos,eles jogam de acordo com seus interesses pessoais ou de sobrevivência no meio político,sabendo que politicamente estão desgastados por não terem uma posição de firmeza e com maior clareza,tendo uma definição de que lado está politicamente.

O eleitor de Felipe Guerra tem dois lados,um é ser oposição e o outro situação.Já a definição dos vereadores primos é desconhecida pela população.

A própria história política de Felipe Guerra já comprovou quando um vereador é eleito com os votos dos vereadores da oposição,automaticamente tomasse uma posição e ficasse no grupo político do qual foi eleito.

O que é indiferente ser situação ou oposição por parte do vereador Ronaldo Pascoal ou Ubiracy Pascoal,quando os mesmos tem pessoas de sua família com cargos no governo municipal de Felipe Guerra,e vivendo uma relação de agradar gregos e troianos,sem ter uma posição mais clara e com firmeza.

Embora querendo agradar gregos e troianos,Quem te viu,quem te vê”,ou como dizem os mais velhos “Digas com quem tu andas,que eu te direi quem tu és”,ou separar o Joio do Trigo,os primos vereadores Ronaldo Pascoal e Ubiracy Pascoal estão vivendo a máxima de que estão bem nas fotos,mesmo que estejam presentes na boca do povo,esquecem-se que politicamente é notório que a cidade de Felipe Guerra ainda não teve e nem terá daqui uns 10 anos,uma terceira via política forte com um passado íntegro,moral política,seriedade,responsabilidade e coerência com os seus princípios e que não comprometa sua própria história.

Enquanto isso,o ex-prefeito Hugo Costa,pai do ex-candidato à prefeito,médico Victor Costa anda olhando os "movimentos" com outro olhar.

De ser situação,oposição ou estar encima do muro nada para eles contam,quando os mesmos são reflexos de suas próprias "biográficas" e eles o reflexo do seu "eleitorado".Foto:Reproduções Redes Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários.

publicidade

Redes Sociais

Siga para ficar mais próximo do blog.