"Sempre há uma boa razão para retornar ao Brasil",diz tenor italiano Andrea Bocelli - Salomão Medeiros

sábado, 29 de setembro de 2018

"Sempre há uma boa razão para retornar ao Brasil",diz tenor italiano Andrea Bocelli

Em turnê pelo Brasil, o tenor italiano Andrea Bocelli, 60, fala sobre sua relação com o país e o lançamento de um novo disco, após uma pausa de 14 anos.

"Tenho um público muito afetuoso no Brasil e me recordo bem das passagens que tive aqui", disse o músico. "Sempre há uma boa razão para voltar ao Brasil e eu espero retornar no futuro também."

Depois de passar por Porto Alegre e Brasília, Bocelli fecha a turnê brasileira se apresentando neste sábado e domingo (29 e 30) no Allianz Parque, em São Paulo, acompanhado pela Orquestra Juvenil Heliópolis. Boa parte do repertório faz parte do álbum "Romanza", lançado há 20 anos e responsável por revelar o artista no cenário musical.
Na apresentação do último domingo (23) em Porto Alegre, um dia após seu aniversário de 60 anos, ele comemorou a data em cima dos palcos e embaixo da chuva. "Isso tudo é um presente pelos meus 60 anos", disse na ocasião.

"O estádio era aberto e de repente começou a chover. O concerto começou com muita água e todas as pessoas ficaram lá. Acho que, para as pessoas ficarem, elas devem gostam muito. Eu por exemplo, teria saído", brincou ao lembrar do evento.

"Espero que com o publico de São Paulo não aconteça a mesma coisa que aconteceu em Porto Alegre, e que haja uma boa atmosfera climática. Darei o melhor de mim. Espero que todos gostem", concluiu.

Bocelli costuma convidar artistas locais para cantar duetos com ele, como já fez com Anitta e Sandy. Desta vez, a turnê é acompanhada por Maria Rita. Seu próximo disco, "Sí", que será lançado no dia 26 outubro, também está sendo divulgado nos concertos. Com 16 faixas, o álbum levou três anos para ser produzido e traz mensagens sobre amor, família, fé e esperança.

Dentre as músicas está "If Only", um dueto com Dua Lipa, e "Amo Soltanto", com Ed Sheeran. Há ainda um vocal de Bocelli que faz parte da trilha sonora do novo filme da Disney, "O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos".

Bocelli nasceu com glaucoma congênito, mas acabou passando a ter cegueira total aos 12 anos de idade. O tenor cresceu em uma fazenda da família, a 40 km de Pisa, e já tocava piano, saxofone e outros instrumentos aos seis anos de idade.

Estudou direito mas, após um ano atuando na profissão, resolveu se dedicar inteiramente à música. Hoje, é vencedor de sete BRIT Awards, um Globo de Ouro e tem uma estrela na calçada da fama, em Hollywood. Com mais de 20 anos na cena da ópera, Bocelli já gravou 26 álbuns e nove óperas completas.

Elencado como uma das estrelas atuais da música clássica, já cantou para presidentes, realezas e mesmo para o Papa. Também já se apresentou em eventos como Olimpíadas e Copa do Mundo, e fez duetos com Celine Dion, Ariana Grande e Jennifer Lopez. "Cada um dos artistas traz sempre algo de novo", conta.Com informações da Folhapress/Foto:Eduardo Munoz/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários.

Redes Sociais

Siga para ficar mais próximo do blog.

Recentes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *