Nas Redes

Gilmar Mendes usa morte de reitor da UFSC para alertar sobre abuso de poder

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes usou sua conta no Twitter para dizer que a morte de Luiz Carlos Cancellier, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), "serve de alerta sobre as consequências de eventual abuso de poder por parte das autoridades".

Encontrado morto em um shopping center no centro de Florianópolis, o reitor afastado carregava no bolso apenas sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e um bilhete, segundo a assessoria da Polícia Civil. "Eu decretei a minha morte no dia da minha prisão pela Polícia Federal", escreveu no papel, segundo a polícia.
 Cancellier foi preso em 14 de setembro na Operação Ouvidos Moucos, acusado de tentar obstruir investigações internas na universidade sobre irregularidades na aplicação de recursos para o Ensino a Distância (EaD).

"Não estou antecipando responsabilização, mas o caso demonstra que, algumas vezes, sanções vexatórias são impostas sem investigações concluídas", escreveu Mendes no Twitter. "O sistema de justiça precisa de extremo cuidado para que excessos não sejam cometidos. Estamos lidando com a vida e a dignidade das pessoas", continuou o ministro do STF.

Gilmar Mendes concluiu sua mensagem dizendo "ser necessário que o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) e o Ministério da Justiça atuem no caso da morte do reitor".Estadão Conteúdo/Foto:Antonio Cruz/Agência Brasil 

farol marcas e patentes

Comentários

Os Comentários publicados, são de inteira responsabilidade de quem está comentando por perfil no facebook, não representa o autor nem o blog, isenta totalmente a opinião do autor deste Blog.

Instagram