Nas Redes

Som sem Plugs se prepara para lançar novo edital “Música é Energia”

O projeto Som sem Plugs lança, em breve, o novo edital “Música é Energia” que selecionará seis artistas/grupos do Rio Grande do Norte para produções exclusivas do projeto. 

Desta vez, a temporada conta com o patrocínio da Petrobras, como apresentadora do projeto e continua com a Coser Neonergia, através da Fundação José Augusto e a Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Nesta nova fase, o SSP vai produzir e divulgar um total de 20 videoclipes, dois minidocumentários, duas edições do novo produto “Solta o Som”, duas edições do “Som na Tela”, com artistas plásticos potiguares, incursões para produções no interior do estado, três oficinas de fotografia e o edital "Música é Energia", com lançamento previsto ainda neste mês. Aguarde, vem muita música boa por aí!.
Realizado pela BetaPro Produtora, o Som sem Plugs tem os apoios da Camaleãoart, Social Soma, Original Marketing & Eventos, G7 Comunicação, Estúdios Megafone e da TV Universitária da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Sobre o Som sem Plugs-O Som sem Plugs é um espaço virtual multimídia que reverencia a cultura e o entretenimento com foco em produções audiovisuais para web. 

Em cinco anos de estrada já produziu mais de 270 vídeos, registrando e propagando, sem exceções de estilos musicais, o trabalho de mais de 90 artistas, divulgando assim, a música potiguar para o mundo.

O projeto, ainda produz material jornalístico sobre o universo musical e cultural do Rio Grande do Norte e do Brasil, documentários que abordam o poder transformador da música na sociedade, vídeos focados na relação da música com as artes plásticas, apresentações musicais com transmissão ao vivo via web e realiza, edital para seleção de novos artistas autorais e oficinas gratuitas de fotografia e cinegrafia.

Através do website oficial do projeto, www.somsemplugs.com.br, reconhecido como o “portal da música potiguar”, o público tem acesso, não somente às produções audiovisuais, mas também, aos perfis de todos os artistas contemplados pelo projeto, ensaios fotográficos, entrevistas e matérias que tratam do universo musical e cultural do Rio Grande do Norte e do Brasil.

Este reconhecimento, deve-se não somente a qualidade estética das produções audiovisuais, mas principalmente, pelo o interesse genuíno dos gestores do projeto em divulgar a arte e os artistas do estado. Criando uma interface direta com todo o cenário cultural e se estabelecendo como uma ponte sólida e definitiva entre a sociedade e a produção artística local.Foto:Divulgação 

farol marcas e patentes

Comentários

Os Comentários publicados, são de inteira responsabilidade de quem está comentando por perfil no facebook, não representa o autor nem o blog, isenta totalmente a opinião do autor deste Blog.

Instagram