Nas Redes

Senadora Fátima Bezerra quer que CDR faça fiscalização dos trabalhos da Transposição do Rio São Francisco

Durante audiência nesta quarta-feira (05) na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo,quando ouviu o ministro da Integração,Helder Barbalho, que a senadora Fátima Bezerra anunciou a criação de um grupo de trabalho para acompanhar o andamento das obras físicas e seus desdobramentos sociais nos estados envolvidos na transposição do Rio São Francisco. 

Também ficou decido que serão realizadas reuniões itinerantes pelos estados beneficiados pela transposição. Para colaborar com a celeridade das obras que garantirão a segurança hídrica no Rio Grande do Norte, Fátima disse que defenderá, na CDR, a aprovação de emenda garantindo verbas do Orçamento ao ramal do Apodi.
O grupo de trabalho foi criado em atendimento a solicitação dos senadores Humberto Costa e Antonio Carlos Valadares e as reuniões itinerantes foram sugeridas pela senadora Lídice da Mata, vice-presidente da CDR. 

“Esse grupo terá a função não só fiscalizadora, como mobilizadora e, para isso, vamos contar com a participação de parlamentares das bancadas federais dos estados no Nordeste, dos legislativos estaduais e municipais e representantes da sociedade civil organizada e as reuniões itinerantes serão essenciais para acompanharmos todos os desdobramentos das obras na vida dos cidadãos de cada estado”, enfatizou Fátima Bezerra.

Obras-Helder Barbalho, que compareceu à comissão a pedido de Fátima, reafirmou, na audiência, que as águas do Rio São Francisco deverão estar chegando à região do Seridó, no Rio Grande do Norte, até o final do ano, pelo Eixo Norte das obras de transposição. E, já em meados de 2018, as obras do ramal do Apodi, que levará água até o Alto Oeste, poderão ter início.

O ministro explicou que o novo processo licitatório para retomada das obras do Eixo Norte já está finalizado e que, não havendo outras interrupções, cumprirá o prazo de entrega até dezembro. Ele disse ainda que o ministério adotará a mesma estratégia utilizada no Eixo Leste, etapa concluída no mês passado e já em execução.

“Não esperamos que todos os açudes estivessem cheios para fazermos o canal subsequente, o que garantiu que, tão logo terminada a obra, as águas já estavam chegando ao seu destino”, enfatizou o ministro. O ministro também informou que a adutora de Caicó está pronta e, em fase de testes, o que não impedirá a ampliação da obra, conforme sugestão do DNOCs que está sendo analisada pela Defesa Civil.

Quanto ao ramal do Apodi, segundo Helder Barbalho, o projeto executivo deverá estar pronto em dois meses, e ele espera que o processo licitatório seja concluído até o final do primeiro semestre de 2018, para que as obras tenham início ainda no ano que vem. “Daí a importância de aprovarmos a emenda garantindo os recursos para a execução da obra”, enfatizou Fátima Bezerra.

Além de senadores e deputados federais, participaram da audiência pública a convite da presidente da CDR, os deputados estaduais Fernando Mineiro e Gustavo Carvalho; os bispos dom Jaime Veira (arquidiocese de Natal), dom Antônio Carlos (Diocese de Caicó) e dom Mariano Manzano (Diocese de Mossoró); os reitores da UFRN, Ângela Paiva, e do IFRN, Wyllys Farkatt; o presidente da OAB/RN, Paulo Coutinho; entre outros.Com informações Site Senadora Fátima Bezerra/Foto:Divulgação

farol marcas e patentes

Comentários

Os Comentários publicados, são de inteira responsabilidade de quem está comentando por perfil no facebook, não representa o autor nem o blog, isenta totalmente a opinião do autor deste Blog.

Instagram