Nas Redes

“Crise institucional gravíssima” afirma Senador Lindbergh Farias, após afastamento de presidente do Congresso

Depois que começou a circular a notícia da liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marcos Aurélio Mello, onde determinou o afastamento do presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), o senado federal, especialmente os senadores começaram as discussões em torno da pauta de votações que estava planejada para acontecer até o fim deste ano.

O líder da bancada governista, senador Romero Jucá (PMDB-RR), tentou a todo momento afirmando não acreditar que seja uma retaliação do poder judiciário brasileiro, desde quando foi votado as medidas de combate a corrupção na semana passada.
“Crise institucional gravíssima” confirmou Senador Lindbergh Farias quando houve o afastamento, do presidente do Congresso Nacional
Senadores da base do governo tentam esconder que o afastamento da presidência do Senado seja uma retaliação em resposta ao que o senador Renan Calheiros tem defendido por ele no Congresso.

Já o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), classificou que o afastamento do presidente configura uma “crise institucional gravíssima”, que deve se refletir na pauta da Casa. 

Lindbergh Farias reiterou que vai conversar com o primeiro vice-presidente, senador Jorge Viana (PT-AC), para que, ao assumir o posto vago, retire de pauta a proposta de emenda à Constituição 55/2016, que trata do Teto de Gastos Públicos pelos próximos 20 anos.Foto:Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

farol marcas e patentes

Comentários

Os Comentários publicados, são de inteira responsabilidade de quem está comentando por perfil no facebook, não representa o autor nem o blog, isenta totalmente a opinião do autor deste Blog.

Instagram