Nas Redes

Compras de fim de ano vão injetar R$ 14,8 bilhões no comércio brasileiro,aponta pesquisa

As compras de Natal devem movimentar receita de R$ 14,8 bilhões na economia do Brasil, de acordo com pesquisa realizada pela Fecomércio RJ/Ipsos. 

O levantamento mostra que 41% dos brasileiros irão presentear alguém na data comemorativa. Na análise por região, a pesquisa indica que 46% pretende presentear alguém na região Sul, seguido de 44% na região Norte; 41% no Centro Oeste; 40% no Sudeste e 37% no Nordeste.

Ao observar os dados por classes sociais, 53% dos brasileiros das classes A/B disseram que irão adquirir algum produto para a data. Na classe C, esse percentual fica em 40%, seguido de 21% da D/E. Em relação ao ticket médio, neste fim de ano, os consumidores informaram que vão optar por produtos mais baratos: o gasto médio real, considerando todos os presentes, deve ficar em R$ 235,25.
Quando questionados sobre as formas de pagamento mais utilizadas, a forma à vista deve ser a mais utilizada segundo 77%, o que indica amadurecimento na tomada de decisões dos brasileiros diante da conjuntura econômica, pois buscam começar 2017 sem dívidas. Por sua vez, o parcelamento será a opção de 16% dos que afirmaram que vão presentear e 5% disseram que vão pagar parte à vista e parte a crédito.

Presentes mais procurados-Assim como no ano anterior, as lembrancinhas (43%) continuam sendo a preferência do consumidor no Natal, seguidas por roupas e acessórios (40%) e brinquedos (22%). Grande parte das compras será feita em estabelecimentos físicos, segundo 95% dos que vão presentear. As compras virtuais foram informadas por 4% dos consumidores.

Pagamento do 13º salário-Levantamento da Fecomércio RJ/Ipsos indica que 60,4 milhões de brasileiros receberão o décimo terceiro salário, parcela que corresponde a 39% da população. Os principais destinos do benefício serão o pagamento de dívida (45%), a poupança (19%), aquisição de produtos ou serviços (17%), lazer (8%), reforma da casa (4%) e tratamentos médicos e estéticos (2%).

Na análise por região, 52% dos brasileiros da região Sul receberão o 13º salário, seguidos de 46% no Centro-Oeste, 41% no Sudeste, 32% no Nordeste e 22% no Norte. Quando os dados são observados por classe social, 46% do estrato A/B informaram que serão beneficiados, 41% da classe C e 22% da D/E.Fonte: FecomercioRJ/Foto:

farol marcas e patentes

Comentários

Os Comentários publicados, são de inteira responsabilidade de quem está comentando por perfil no facebook, não representa o autor nem o blog, isenta totalmente a opinião do autor deste Blog.

Instagram