Rejeitado na CCJ recurso, cassação de Eduardo Cunha irá ser votada em plenário - Salomão Medeiros

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Rejeitado na CCJ recurso, cassação de Eduardo Cunha irá ser votada em plenário

Após duas reuniões e mais de 13 horas de discussão, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara rejeitou todos os recursos do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Com isso, o processo de cassação de Cunha seguirá para o Plenário.

Foram 48 votos contra e 12 a favor do relatório do deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), que levaria o processo de volta para o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Cunha argumentava 16 irregularidades, mas o relator entendeu que apenas uma era procedente – a votação nominal teria sido feita sem amparo nas regras da Câmara.
Eduardo Cunha poderá ter mandato cassado no plenário da Câmara dos Deputados
Porém, a CCJ entendeu que a votação por chamada por partido em ordem alfabética foi acordada pelo conselho e faz parte das práticas da Câmara. O deputado Max Filho (PSDB-ES) foi escolhido como novo relator dos recursos e proferiu um parecer em que rejeitou todos os argumentos.

Após ser rejeitado o recurso na CCJ, à cassação do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha seguirá para ser votado no plenário da Câmara dos Deputados, ainda sem data a definir. Foto: Lula Marques/ AGPT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog estão sujeitos a moderação e não serão publicados: comentário com ofensa pessoal, racismo, bullying ou desrespeito a opinião dos outros e/ou ofensas a outros comentários.

Redes Sociais

Siga para ficar mais próximo do blog.

Recentes

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *