Nas Redes

Cresce em 19% compras online no Dia do Consumidor


Segmento de eletrodomésticos registrou o segundo maior número de pedidos. Em faturamento, categoria de telefonia lidera


Com a intenção de se firmar como mais uma data promocional do varejo brasileiro, a fim de aquecer o comércio durante o mês de março, período tradicionalmente morno para os negócios, a terceira edição do Dia do Consumidor registrou crescimento de 19% no volume de vendas do e-commerce em relação ao ano passado, totalizando 562 mil pedidos ao longo das 24 horas do dia 16 de março, data em que foi realizada a promoção.


Este ano, mais de 650 sites participaram dessa iniciativa do Buscapé Company, entre eles, grandes players como Americanas.com, Extra, Magazine Luiza, Netshoes, Pontofrio.com, Ricardo Eletro, Saraiva, Submarino e Walmart.com. As ofertas começaram a se intensificar na véspera, a partir das 20h, e foram até às 23h59 do dia seguinte, atraindo quem buscava por preços menores. 
Aparelhos celulares teve bons resultados em vendas

As vendas nesse período chegaram a R$ 271 milhões com 685.780 mil pedidos. Se considerar somente a quarta-feira (16), o faturamento foi, nominalmente, 12% maior em relação a 2015, chegando a R$ 224 milhões.


A categoria de eletrodoméstico teve a segunda maior participação (12%) no total de pedidos realizados no Dia do Consumidor – ficando atrás apenas de livros e assinaturas de revista. Em faturamento, os eletroeletrônicos também lideraram: o segmento de telecom abocanhou 25% do valor das vendas, seguido pelos eletrodomésticos (21%), itens de informática (12%) e eletrônicos (9%).


No total, 277.877 pessoas aproveitaram as ofertas, cujos descontos chegaram até 60%. Cada consumidor realizou em média duas compras, sendo que o tíquete médio ficou em R$ 398. Segundo dados da E-bit/Buscapé, 52.174 pessoas realizaram sua primeira compra online, incentivadas pela ação.


“Os números desse Dia do Consumidor Brasil são significativos, pois apontam um crescimento do e-commerce que contraria o atual cenário de retração do mercado.


Os 12% de faturamento a mais que 2015 e as milhares de pessoas que fizeram sua primeira compra online representam o consumidor mais atento e disposto a aproveitar oportunidades de maneira mais eficiente”, comenta André Ricardo Dias, diretor executivo da E-bit/Buscapé. Fonte: Redação Eletrolar News, com informações da FirstCom Comunicação.Foto:Divulgação

farol marcas e patentes

Comentários

Os Comentários publicados, são de inteira responsabilidade de quem está comentando por perfil no facebook, não representa o autor nem o blog, isenta totalmente a opinião do autor deste Blog.

Instagram